Mural de recados
Deixar Recado no Mural Recados: 69
De: Marlene Lima da Silva   Para: Presidente Lula

Data: 05/07/2007 às 14:36:11
Mensagem: “É VERGONHOSO”



É um absurdo o irmão do Presidente Lula ter sido contemplado pela Lei de anistia, por ter ficado detido 16 dias na Delegacia de Polícia no período da Ditadura Militar, recebe de indenização uma quantia insignificante de R$ 461 mil reais, e uma aposentadoria vitalícia de R$ 3.700,00 reais para o resto da vida, é uma vergonha! E os Ex Cabos da FAB que no período do Regime de Exceção foram presos, espancados, humilhados e torturados até a morte, onde o que conseguiram sobreviver, os Comandantes expulsou todos sumariamente como subversivos pela Portaria 1.104/Gm3/1964 sem direito a nada, e para estes, o Presidente Lula vem descumprindo todo dispositivo da Lei 10559/2002 e contrariando a Constituição de 1988 há quatro anos e seis meses, para não anistiar uma parcela considerável de idosos ex militares que permaneceram na Aeronáutica “OITO ANOS” penalizados pela Ditadura Militar, e anistia um irmão que ficou apenas “alguns DIAS DETIDO” É UM FATO VERGONHOSO!!! Entendendo se que, o abuso de algumas autoridades deste país, tira os direitos e a liberdade de muitos.
De: Vanessa Seibitz   Para: Ciúmes – “Porque quem procura acha?”.

Data: 03/07/2007 às 16:50:15
Mensagem: Algumas crenças generalizadas da sociedade dizem que o ciúme é o tempero de todo relacionamento, que um pouco de ciúme é saudável para relação, afinal que quem ama cuida. Mas não estaria esta crença disfuncional? O que pensar quando recorremos ao dicionário e observamos que a palavra ciúme vem do latim zelúmen, de zelu, inveja? A questão principal é que o ciúme denota uma desvalorização de si mesmo, uma baixa estima, faz com que o ciumento focalize sua atenção em tudo que confirme suas crenças, ou seja, todos os sinais de que ele não é amado e valorizado são superestimados, desconsiderando evidencias que provariam a ela seu equívoco.
O pensamento, ou seja, a forma como interpretamos o mundo, determina nossas emoções e comportamentos. Desta forma o ciumento que acredita que não é valorizado e esta sendo enganado pelo parceiro, sente uma mistura de raiva e tristeza imaginando sempre que o pior está para acontecer ou já aconteceu, e suas atitudes corresponderão a estas interpretações distorcidas, o guiando para encontrar todas as evidências que confirmem o que pensa. Por isto quem procura acha, porque o ciumento procura tudo que comprove a infidelidade do parceiro e isso o afasta, a situação se torna um círculo vicioso, visto que este afastamento faz com que o ciumento confirme sua crença disfuncional. A Terapia Cognitiva é muito útil nestes casos, seja quando trabalhada com a pessoa ciumenta, quanto trabalhada com o casal afetado. É fundamental desenvolver uma auto-estima positiva e realista, desmistificando crenças disfuncionais e proporcionando maior diálogo e intimidade do casal afetado. Caso você tenha este problema em sua vida, não tenha vergonha de procurar ajuda e pense que este grande passo poderá salvar não só a sua relação, mas também resgatar o que você tem de mais valia: a sua auto-estima.
Vanessa Seibitz - Psicóloga- Terapeuta Cognitiva: CRP: 06/78491Clinica Catherine. Av.Santa Catarina,678- Vila Alexandria-SP- Tel: 5034-5190/5034-5290 - vanessaseibitz@yahoo.com.  br



De: Vanessa Seibitz   Para: Alerta: Bullying - O grande vilão nas escolas...

Data: 03/07/2007 às 16:49:18
Mensagem: A relação entre os alunos merecem uma grande atenção. Muitas vezes ao entrar em uma sala de aula, você vê os alunos eufóricos, todos falando ao mesmo tempo, se o seu ouvido for bem apurado, deve ter presenciado várias maneiras de ridicularizar os colegas, coisas como: “lá vem o gordo (a), olha lá o garoto espinha, la vem a patricinha, etc”.Ou então, um dar tapas no outro, atirar objetos. Se você nunca observou isso na sua sala de aula não se culpe, assim como muitos, pensam que a “juventude é assim mesmo” e que isso é cultural, normal.
Não é normal, embora comum. Estamos falando do maior vilão escolar: o Bullyin. Ainda é controverso o motivo do nome. Ele ocorre quando quando crianças e adolescentes recebem apelidos que os ridicularizam e sofrem humilhações, ameaças, intimidação, roubo e agressão moral e física por parte dos colegas. Entre as conseqüências estão o isolamento e a queda do rendimento escolar. Em alguns casos extremos, o bullying pode afetar o estado emocional do jovem de tal maneira que ele opte por soluções trágicas, como o suicídio.
Qual a importância de vocês saberem disso? Uma Pesquisa realizada em 11 escolas cariocas pela Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e à Adolescência (Abrapia), no Rio de Janeiro, revelou que 60,2% dos casos acontecem em sala de aula. Daí a importância da sua intervenção. Mudar a cultura perversa da humilhação e da perseguição na escola está ao seu alcance. Para isso, é preciso identificar o bullying e saber como lidar com o problema.
Sabem aquelas reportagens que vêm marcando presença nos telejornais, da violência escolar? Como o caso de dois adolescentes norte-americanos na escola de Ensino Médio Columbine, no Colorado (EUA), em abril de 1999. Após matar 13 pessoas e deixar dezenas de feridos, eles cometeram suicídio quando se viram cercados pela polícia. Os jovens americanos eram ridicularizados pelos colegas.O pediatra Aramis Lopes Neto acreditava que o objetivo deles era matar a escola em que viveram momentos de profunda infelicidade e onde todos foram omissos ao seu sofrimento.
Como terapeuta cognitiva, acredito que este comportamento de apelidar os colegas passa a ser uma estratégia compensatória para que se sintam mais adequados, “enturmados”. O grande perigo aí, é que muitos imitam o comportamento do “mandão” para não serem ridicularizados também, adotando isto como uma estratégia de defesa.
Agora que você já sabe sobre o grande vilão escolar ai vão as dicas para os educadores:
- orienta-los a serem receptivos e a integrarem quem acaba de chegar explicando que ali não se tolera o bullying. Isso evita o isolamento e o pré-julgamento do novato, que aprende a procurar ajuda.
- organizar peças de teatro ou passar o filme Bang Bang!, que abordem este tema.
-dinâmica de grupos com os alunos, para falarem do assunto.
- incentiva-las a procurarem o diretor ou pedagogo escolar para falarem sobre o problema, muitos alunos atribuem isto a punição, seria até uma forma de mudar essa crença.
- cada professor usar a sua área para tratar do assunto, por exemplo solicitarem aos alunos uma pesquisa e redação sobre o tema, montagem de cartazes de protesto conta o bullying.
- Ao surgir uma situação em sala, a intervenção deve ser imediata. Interrompe-se a aula para colocar o assunto em discussão e relembrar os combinados.
Um trabalho multidisciplinar pode nos ser útil, além de poder lidar com o bullying na escola, você também deve alertar a família e encaminhar a vitima ou o agressor ao terapeuta cognitivo, que pode trabalhar essa crença distorcida de “eu devo agredir para não ser inadequado e aceito”, e poder tratar a vitima que se sente inadequada, fracassada e frustrada.
Se conseguirmos um bom trabalho, teremos alunos saudáveis e com melhor rendimento escolar.
Um grande abraço e sorte a todos no combate do bullying.
vanessaseibitz  @yahoo.com.br
De: Marlene Pereia Lima filha de ex militar da FAB.   Para: Presidente Lula

Data: 01/07/2007 às 21:37:57
Mensagem: SÓ QUEREMOS O CUMPRIMENTO DA CONSTITUIÇÃO.

Os idosos Ex Cabos da Força Aérea Brasileira só querem do Presidente Lula, o respeito do juramento feito por vossa Excelência em cumprir e defender a nossa Constituição brasileira. Com o descumprimento da Lei da Anistia Política 10.559/2002 e a nossa Constituição de 1988 contrariada há 4 anos e seis meses, jamais podemos considerar o Brasil com o estado de direito democrático respeitado. Será que não basta as Constituições de 1946 e 1967 contrariadas pela Ditadura Militar? Só queremos direitos de igualdades aos 3.180 Ex Cabos que foram anistiados em sua administração, para acabar de vez com esta perseguição aos restantes dos ex militares que foram punidos na mesma situação, no período de 1964 á 1982.
De: André Alves Lima   Para: Presidente Luiz Ignácio Lula

Data: 29/06/2007 às 21:25:45
Mensagem: “SÓ QUEREMOS O CUMPRIMENTO DA CONSTITUIÇÃO”

Os idosos Ex Cabos da Força Aérea Brasileira só querem do Presidente Lula, o respeito do juramento feito por vossa Excelência em cumprir e defender a nossa Constituição brasileira. Com descumprimento da Lei da Anistia Política 10.559/2002 e a nossa Constituição de 1988 contrariada há 4 anos e seis meses, jamais podemos considerar o Brasil com o estado de direito democrático respeitado. Será que não basta as Constituições de 1946 e 1967 contrariadas pela Ditadura Militar? Só queremos direitos de igualdades aos 3.180 Ex Cabos que foram anistiados em sua administração, para acabar de vez com esta perseguição aos restantes dos ex militares que foram punidos na mesma situação.
De: Wanderlei Alves da Silva - Ex Cabo da FAB   Para: Presidente Lula

Data: 28/06/2007 às 22:17:14
Mensagem: “OS EX CABOS RECLAMAM DIREITOS”

Ex Cabos da FAB num total de 633 legalmente anistiados pela Lei 10.559/2002, com portarias ministeriais e com deferimentos publicados no Diário Oficial da União em janeiro de 2003, ainda aguardam a boa vontade deste Governo no cumprimento da Lei da Anistia política, onde os nossos direitos assegurados pela referida Lei, foram anulados pelo Ministro da Justiça, onde vem sendo contrariado os princípios da legalidade, há 4 anos e seis meses por esta administração.

De: Maurício Santos   Para: Todos

Data: 15/05/2007 às 16:15:10
Mensagem: Parabéns pelo portal, e principalmente por este mural, por ser um canal aberto para que possamos nos expressar e discutir abertamente questões sobre o nosso bairro.
De: Luiz R. Souza   Para: Todos

Data: 20/04/2007 às 21:04:59
Mensagem: Agora temos um bom espaço para a nossa região!
Valeu a iniciativa!!!
De: Parabéns pelo Site!   Para: Todos

Data: 20/04/2007 às 21:01:43
Mensagem: Adorei a iniciativa!
A gente estava precisando mesmo de um portal para a nossa região!!!
« Anterior | 1|2|3|  Próxima »


ANUNCIANTES

Produzido por Pagina Internet
Copyright © 2010 - Todos os direitos reservados